Categoria: Curiosidades

Curiosidades

bb

De volta para o passado #probat150

#probat150 – E as comemorações do nosso aniversário continuam!

No post especial de hoje você vai adentrar ao universo vintage do café: veja que incrível essas fotos de torradores e linhas industriais antigas, muitas delas ainda em plena operação nos dias atuais. Confira:

Markus Coffee Co. - Londres, recebeu seu Junior L12 em 1957. O mais interessante é que em pleno ano de 2018 o torrador continua operando a todo vapor!

Markus Coffee Co. – Londres, recebeu seu Junior L12 em 1957. O mais interessante é que em pleno ano de 2018 o torrador continua operando a todo vapor!

Moinhos UW801 nas instalações da IAMA em Copenhagen - Dinamarca em 1971.

Moinhos UW801 nas instalações da IAMA em Copenhagen – Dinamarca em 1971.

Foto incrível dos torradores G90 na planta industrial da Tchibo-Kaffee em 1952 na cidade de Hamburgo, Alemanha.

Foto incrível dos torradores G90 na planta industrial da Tchibo-Kaffee em 1952 na cidade de Hamburgo, Alemanha.

Em 1955 lá estava ele, o 'vovô' da atual linha Shoproaster, na Koffiebranderij De Evenaar.

Em 1955 lá estava ele, o ‘vovô’ da atual linha Shoproaster, na Koffiebranderij De Evenaar.

Junior L5 em torrefadora alemã.

Junior L5 em torrefadora alemã.

Esse gigante vintage é um dos torradores mais antigos do nosso acervo fotográfico - registro de 1936.

Esse gigante vintage é um dos torradores mais antigos do nosso acervo fotográfico – registro de 1936.

Entrega do torrador M350 na década de 50 para empresa norte-americana.

Entrega do torrador M350 na década de 50 para empresa norte-americana.

Torrador Junior LG 5.

Torrador Junior LG 5.

Programação #probat150

Todas essas fotos vistas acima contam um pouco sobre a nossa história ao longo de mais de um século e meio. Desde a fundação da primeira fábrica na Alemanha muita coisa mudou, só não mudou a nossa paixão por produzir soluções inovadoras para a indústria do café.

Ao longo desse ano preparamos uma programação especial para homenagear toda a trajetória da marca preferida dos mestres de torra. No mês de Setembro, mais especificamente entre os dia 19 e 20, acontecerá na sede da Probat (Emmerich, Alemanha), o Coffee Symposium. Serão 2 dias intensos de palestras e workshops  ministrados por especialistas do setor que irão dividir suas experiências e conhecimento sobre o mercado, com debates e discussões sobre soluções, tecnologias e as tendências dos próximos anos.

Você é nosso convidado especial! Saiba mais clicando aqui: https://www.probat150.com/en/

Use a hashtag #probat150 e ajude-nos a contar essa história!

Aprenda a preparar os mais variados tipos de café

Conheça os diferentes métodos para preparar cafés

Para muitos, o dia só começa, efetivamente, após uma boa xícara de café. Além de fornecer energia para o novo dia que surge, preparar cafés também é um momento de se reunir com a família e amigos, independente da hora do dia, ou apenas um momento íntimo de relaxamento.

Envolto num ritual de escolha, preparação e degustação, o café é atualmente a segunda bebida mais consumida no mundo – há quem diga que é a primeira! – e, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), o consumo de café aumentou mais de 5% nos últimos anos.

São muitas as receitas, truques e segredos para a preparação de um bom café e – sem querer ofender a receita de sua avó! – hoje vamos mostrar alguns processos para você preparar na sua casa uma bebida de alta qualidade e sabor.

Os tipos de café mais conhecidos

1 – French Press

Esse processo resulta num café mais aromático, intenso, com um pouco de resíduo, por isso, o ideal é que a moagem seja mais grossa. Resumindo: um café com mais corpo e doçura.

O processo é bastante simples. escalde o frenchpress e descarte o excesso de água. Quando a água do preparo do café começar a ferver, tire do fogo e espere um minuto (nunca coe o café com a água fervendo!).

Coloque o pó no fundo da cafeteira (6 colheres de sopa para um litro de água), adicione a água e mexa com a ajuda de uma colher. Deixe descansar por alguns minutos e mexa novamente. Pressione o êmbolo com delicadeza para obter a bebida. O preço médio é de R$ 45 a R$ 272

2- Chemex

Nesse processo, o café ideal é o mais ácido ou mais doce. Dele resulta uma bebida limpa com acidez mais presente e corpo mais leve, graças ao seu filtro mais espesso. Para prepará-lo, o melhor é que escalde o filtro para diminuir o aroma do papel.

Coloque o pó (a proporção é de 5 colheres para um litro de água) e faça a pré-infusão por cerca de 40 segundos com 10% da água. Despeje o restante da água aos poucos e em movimentos circulares. O valor varia entre R$ 153 e R$ 210

3- Hario

Ele pode ser de plástico, vidro ou cerâmica, com formato cônico e veios internos, com fundo largo, o que ajuda a água a passar de forma homogênea e contínua. Isso resulta numa bebida mais doce.

Para utilizá-lo, prefira grãos com moagem média, escalde o filtro, acrescente o pó e faça uma pré-infusão com 10% da água por cerca de 20 segundos, para obter o melhor sabor. Depois, acrescente o restante da água de forma contínua e circular. A proporção correta é de 5 colheres para cada litro de água. O investimento é de R$35 a R$ 145

4- Mocha

Este é o que mais se aproxima do espresso, pelo amargor. Com grãos em moagem grossa, ele valoriza o corpo do café, que perde a acidez e fica mais forte e encorpado. Para preparar, coloque água na base até a marca indicada. Preencha o filtro da cafeteira com o pó até a borda e feche a tampa superior, sem espremer. Leve ao fogo baixo e retire quando terminar a filtragem. R$ 39 a R$ 295 é a variação de preço.

5- Aeropress

Ele é versátil e aceita todos os tipos de cafés e a moagem ideal é a média. Seu funcionamento combina filtragem rápida e pressão, resultando em menor amargor. Com a água fervida já descansada por um minuto, adicione o café (proporção de 5 colheres para um litro de água), mexa e deixe em repouso por dois minutos. Depois, pressione o êmbolo para obter a bebida. O preço médio é de R$ 120

Agora, o mais importante: independente do processo, você precisa descobrir como mais gosta e viver sempre o prazer de uma xícara de café.