Produtor e mestre de torra André Águila fala da sua parceria com a Probat

FotoMateriaAndre01

Da fazenda ao leilão internacional, André Águila tomou gosto pelo café na sua infância e já está imerso há 25 anos neste mundo. Sua relação com o café é de amor e cuidado, participando de todas as etapas, do plantio à comercialização. Hoje, além de produtor na Fazenda Aterradinho, é mestre de torra em sua própria marca de cafés, a Grão Raro e em 2019 foi o campeão do Cup of Excellence, alcançando 92,23 pontos.

O Cup of Excellence é o principal concurso de qualidade para café do mundo, e está aberto a todos os produtores brasileiro de café arábica. Uma curiosidade é que o Probatino é o torrador oficial do evento, responsável pela torra de todas as amostras recebidas.

“Posso dizer que o Andrezão produtor de café nasceu em 2011, após me mudar para a fazenda com a minha esposa. E hoje com a Grão Raro consigo estar presente em cada processo, garantindo assim cafés realmente especiais e de qualidade para os consumidores”, comenta André

Os cafés da Grão Raro possuem seu toque autoral e a marca foi amplamente divulgada após André vencer o COE, onde buscou dar acesso a todos os brasileiros ao café do mesmo talhão do café campeão, visto que a maioria deste café vencedor vai para outros países.

“2019 foi um ano abençoado. Teve o nascimento da minha filha, Helena e no dia seguinte o resultado do COE. Neste mesmo ano também ganhei o Campeonato de Cup Tasters. Mas vencer o COE foi uma grande surpresa. Estamos com foco em cafés especiais na fazenda desde 2012, e já havíamos ganhado alguns concursos regionais, mas é ainda mais gratificante representar a cafeicultura brasileira no âmbito internacional”, relembra André.

E durante esses anos de preparação, André veio mapeando sua propriedade buscando a melhor forma de agir em cada etapa para otimizar os resultados dos seus cafés. Além disso, as torras de teste pré concurso, foram feitas em sua fazenda no torrador de prova TP2 da Probat.

FotoMateriaAndre02

E atualmente, André acrescentou mais uma etapa na sua carreira, possui um escritório de assessoria e consultoria de cafés especiais, onde seu torrador de prova trabalha incansavelmente, principalmente durante a safra.

Além do TP2 possui um Probatone 12, responsável pelas torras da Grão Raro e também de torras para terceiros, que já somam 15 marcas, todas voltadas para cafés especiais. Para André, a torra é um dos fatores mais determinantes no processo, e uma torra mal feita estragará tudo o que um produtor lutou em fazer desde o plantio do café. E prezar por esta qualidade foi um dos fatores que o levou a escolher a Probat, segundo ele, pela robustez, acabamento, design e qualidade nas torras.

“Trabalho com a Probat há 4 anos, e se Deus quiser a vida toda! O Probatone veio para me dar mais consistência e repetibilidade nas torras. Sua automação ajuda demais no quesito de sempre seguir a mesma curva de torra. Minha experiência com a Probat está sendo incrível e continuo extremamente satisfeito com os equipamentos”, finaliza André.